A Save The Waves Coalition (STW) é uma organização internacional sem fins lucrativos que atribui os galardões de Reserva Mundial de Surf, trabalhando em aliança com organizações afins, dedicadas a proteger os ecossistemas do surf.

MISSÃO

Para proteger os ecossistemas do surf em todo o mundo. 

VISÃO

Um mundo onde os ecossistemas do surf são valorizados e protegidos, e onde o surf fornece um veículo para a conservação costeira a longo prazo.

OBJETIVO

Para proteger 1.000 ecossistemas de surf até 2030.

COMO FAZER

PROTEGER

Criando áreas protegidas através do principal programa de Reserva Mundial de Surf e Redes de Áreas Protegidas de Surf.

GESTÃO

Gerindo projetos em todo o mundo e incentivando a administração costeira através do aplicativo Save The Waves.

DEFENDER

Criando campanhas internacionais para defender os ecossistemas do surf ameaçados e inspirar o público a agir.

PORQUÊ DO FOCO NO SURF?

Simplificando, um ecossistema de surf é mais do que uma onda: são os componentes geofísicos, as plantas e animais, e as interações humanas que tornam um lugar especial. Proteger os ecossistemas do surf, por sua vez, protege os habitats marinhos, mantém a integridade da onda e salvaguarda os meios de subsistência locais.

O foco é em lugares do mundo onde ondas icónicas de surf se sobrepõem a pontos críticos de biodiversidade que são extremamente importantes para a conservação marinha. Para a STWC, o surf é um veículo para esforços maiores de conservação costeira, ou seja, “conservação do surf”.

ATRIBUTOS DE UM ECOSSISTEMA DE SURF

Os ecossistemas do surf são definidos com sendo “o interface da terra ao mar que cria as condições para rebentação de ondas, surfar, a flora e fauna e comunidades surfistas que dependem disso.”

Mobilizando uma comunidade global apaixonada

A Save The Waves acredita que a comunidade do surf detém um imenso conhecimento, paixão e responsabilidade pelas costas e picos de surf que forem sendo visitados. Motivamos e capacitamos esta comunidade internacional para a proteção dos seus ecosistemas.

Usando a Conservação do Surf para Proteção da Biodiversidade

Em todo o mundo, existem milhares de áreas onde as ondas de surf de classe mundial e a diversidade biológica marinha globalmente importante se sobrepõem.

Save The Waves recentemente conduziu um estudo mostrando que 90% dos melhores locais de surf do mundo estão localizados em pontos de biodiversidade global para a conservação marinha e estão prontos para novas áreas protegidas. O mapa mostra 50 áreas de surf globalmente importantes sobrepostas por hotspots de biodiversidade.

RESERVAS MUNDIAIS DE SURF 

Protegendo excelentes áreas de surf em todo o mundo.

As Reservas Mundiais de Surf servem como um modelo padrão para preservar as ondas e as suas áreas circundantes, reconhecendo e protegendo os principais atributos ambientais, culturais e económicos das comunidades costeiras.

Criado em parceria com as comunidades locais.

O trabalho é feito em colaboração com os parceiros locais, guiando-os através de um processo de planeamento de conservação que resulta na criação de um Conselho de Gestão Local (CGL) e um Plano de Gestão da Reserva. Este CGL  é responsável pela gestão contínua da Reserva, logo após ser estabelecida.

Reservas Mundiais de Surf atuais

  1. MALIBU, Califórnia – Estados Unidos
  2. ERICEIRA – PORTUGAL
  3. BAHIA DE TODOS OS SANTOS, BAJA – MÉXICO
  4. GOLD COAST – AUSTRÁLIA
  5. GUARDA DO EMBAÚ – BRASIL
  6. HUANCHACO – PERU
  7. MANLY BEACH – AUSTRÁLIA
  8. NOOSA – AUSTRÁLIA
  9. PUNTA DE LOBOS – CHILE
  10. SANTA CRUZ, Califórnia – Estados Unidos

Locais nomeados

O Conselho de Visão aprovou recentemente locais para serem galardoados como Reservas Mundiais de Surf, no entanto, não foi ainda realizada a cerimónia oficial de dedicação. A Save The Waves está a trabalhar com o futuro Conselho de Gestão Local para criar um Plano de Gestão e organizar uma cerimónia de dedicação.

  1. PUNTA BORINQUEN – PORTO RICO
  2. PLAYA HERMOSA – COSTA RICA

Como um Surf Break se torna uma reserva? 

Anualmente, a janela de inscrição abre para permitir a aceitação de uma nova Reserva Mundial de Surf.
O processo de inscrição requer um trabalho significativo das comunidades locais e sua investigação é baseada nos seguintes critérios principais:

1) Qualidade e consistência da (s) onda (s);
2) Características ambientais importantes;
3) Cultura e história do surf;
4) Capacidade de gestão e suporte local.

Notícias